Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Esta série de artigos tem o objetivo de apresentar o uso de classes e disseminar a utilização da orientação a objetos dentro de sistemas desenvolvidos em Access / Visual Basic for Applications.

A programação orientada a objetos vem se difundindo com grande vulto no mundo todo, resolvendo problemas e causando revolução no desenvolvimento de sistemas. Ganho de produtividade e qualidade nos produtos são apenas algumas das principais características deste novo paradigma.

Logo não seria muito inteligente da nossa parte, amantes do Access/VBA, nos mantermos distantes desta onda de tecnologia apenas por desconhecimento da ferramenta.

Para que todos possam tirar proveito da OO (orientação a objetos) foi que nasceu a idéia de ensinar e demonstrar como criar programas com a utilização de classes no Visual Basic for Applications, a linguagem fornecida pelo MS-Access.

O trabalho não será dirigido para uma versão específica do Access, mas será direcionado a todas as versões existentes, através da apresentação de conceitos e ferramentas genéricos, para que todos tenham condições de se aproveitarem dos conhecimentos aqui transmitidos.

Não serão descritos nem implementados os padrões de projetos que são padrões de fato, amplamente utilizados em linguagens específicas e voltadas à POO, como Java e PHP, por exemplo. Ao contrário, será utilizado um padrão próprio para fins didáticos, também direcionados para a utilização da ferramenta case Genesis, que será tema de um dos artigos.

Ao final dos artigos teremos um exemplo prático, pronto para utilização e visualização da metodologia empregada. O exemplo será um banco de dados com um pequeno sistema de vendas feito em Access com as funções totalmente implementadas utilizando classes e objetos.

Além do objetivo principal dos artigos também será apresentada a utilização de uma ferramenta case, o Genesis, um sotware capaz de auxiliar na construção de um banco de dados funcional, desde a sua documentação até a criação das classes que serão utilizadas pelo sistema.

O trabalho contará com 10 artigos, assim divididos:

I - ORIENTAÇÃO A OBJETOS: Histórico dos paradigmas de linguagens de programação e apresentação de conceitos relativos à programação orientada a objetos;

II – PROGRAMAÇÃO OO NO ACCESS/VBA: Apresentação dos recursos de orientação a objetos presentes no Visual Basic for Applications, com a forma de utilização e as restrições existentes;

III – MODELAGEM DO SISTEMA DE VENDAS: Definição e modelagem de um pequeno sistema de vendas de alimentos, bastantes simples, com o desenho das classes e suas ligações para posterior implementação;

IV – AS CLASSES AUXILIARES
: Implementação das classes auxiliares, as quais contém funções que serão necessárias para o bom funcionamento das classes principais;

V – A CLASSE CLIENTE: Definidos os itens da classe será o momento da implementação da classe Cliente, com a codificação de todos os atributos e métodos necessários, além da interface gráfica para manipulação dos dados;

VI – A CLASSE PRODUTO: Implementação dos atributos e métodos da classe Produto, além da interface gráfica para manipulação dos dados;

VII – AS CLASSES VENDA E DETALHE DE VENDA: Implementação dos atributos e métodos da classe Venda e de sua classe de ligação DetalheVenda, que será responsável pelo controle de quais produtos fazem parte de uma venda, além da interface gráfica para manipulação dos dados;

VIII – FINALIZAÇÃO DO SISTEMA: Finalização do sistema de vendas, com a criação do formulário principal e dos relatórios para apresentação dos dados;

IX – GENESIS: A FERRAMENTA CASE
: Apresentação do Genesis, um aplicativo capaz de agilizar a criação de um software em Access/VBA que utiliza classes em sua estrutura, além de produzir elementos para a documentação do sistema.

X – CONCLUSÃO: Ao final concluiremos a série de artigos apresentando alguns apanhados sobre o uso das classes nas diferentes versões do Access e as possibilidades de utilização da orientação a objetos para melhorar o desempenho dos sistemas desenvolvidos.

Vamos então dar início a esta jornada de programação imergindo no mundo dos objetos e do nosso querido Access.


Seja social. Compartilhe!