Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 
 
Kohana é um framework para aplicações web de código aberto, escrito em PHP 5 que adota o padrão MVC. Tem por objetivo ser seguro, leve e fácil de aprender e usar. Ele suporta apenas a versão 5 ou superior do PHP, a fim de fazer pleno uso das melhorias da orientação a objetos dessa versão.

História

Kohana foi originalmente criado como um 
fork do framework PHP CodeIgniter sob o nome de Blue Flame. A principal razão do fork, foi criar um framework desenvolvido pela comunidade, por muitos usuários ficarem frustrados com o CodeIgniter pela falta de correções de bugs e inserção de novas funcionalidades solicitadas pela comunidade. Em julho de 2007, o Blue Flame foi renomeado para Kohana, para evitar possíveis problemas de marca registrada.

O nome Kohana foi escolhido, quando os desenvolvedores começaram a olhar em dicionários de nativos americanos para encontrar palavras que tivessem pouca possibilidade de conflitos com direitos autorais. Kohana é uma palavra dos 
Sioux para 'rápido'. Também é a palavra japonesa para 'pequena flor', ucraniano e polonês para a palavra 'amado' (só do sexo feminino) e o nome de uma famosa baleia assassina (Kohana) - nenhum dos quais possui relação ao significado original pretendido.

Enquanto a versão inicial do Kohana, foi essencialmente uma versão melhorada do CodeIgniter, no final de 2007, a equipe do Kohana tinha liberado a versão 2.0, que foi completamente reescrita do zero. A nova versão 2.0 foi estritamente escrita em PHP5 e formou a base para todas as outras versões desde então.

MVC significa Model-view-controller e é um padrão de arquitetura de software que visa separar a lógica de negócio da lógica de apresentação, permitindo que ambos possam ser trabalhados separadamente. Uma das grandes vantagens de se trabalhar com MVC é que o código fica bem mais organizado e facilita muito na realização de manutenção de código.

Componentes MVC

modelo (Model) é usado para definir e gerenciar o domínio de informações e notificar observadores sobre mudança dos dados. Ele é uma representação detalhada da informação que a aplicação opera. A lógica de negócio adiciona valor semântico aos dados, e quando há mudança de estado o modelo notifica seus observadores, ou seja, é no modelo que ficam nossas regras de negócios e os códigos SQL. Caso você queira alterar algum comando SQL só irá alterar o código do model, não sendo necessário mexer na view, que é a nossa visão.

Visão (view) apresenta o modelo em um formato adequado ao utilizador na saída de dados, e diferentes visões podem existir para um mesmo modelo para diferentes propósitos. O resulto da view é nosso documento HTML.

O controlador (controller) recebe a entrada de dados e inicia a resposta ao utilizador ao invocar objetos do modelo, e por fim ele atribui os dados resultantes a uma visão baseada na entrada. Ele também é responsável pela validação e filtragem da entrada de dados.

Resumindo, fazemos requisição ao controller (gerente do sistema), que por sua vez utiliza os objetos do model (classe que contem os códigos SQL e regras de negócio) e envia os dados para view (template de apresentação dos dados) onde o usuário final recebe os dados requisitados.

Com o aumento da complexidade das aplicações desenvolvidas, torna-se relevante a separação entre os dados e a apresentação das aplicações. Desta forma, alterações feitas no layout não afetam a manipulação de dados, e estes poderão ser reorganizados sem alterar o layout.

Esse padrão resolve este problema através da separação das tarefas de acesso aos dados e lógica de negócio, lógica de apresentação e de interação com o utilizador, introduzindo um componente entre os dois, o controlador.

Onde Conseguir

kohana-download

Para fazer o download do framework entre no site http://kohanaframework.org/.

Seja social. Compartilhe!