Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 


APRESENTAÇÃO

Iniciamos aqui nossa segunda etapa do mini-curso On-Line de PHP. Esperamos que todos gostem e venham obter o máximo de conhecimento possível através deste material.

Em caso de dúvidas, envie as mesmas para o sistema de Perguntas e Respostas do Mabesi.com.

DOS DIREITOS AUTORAIS

Este material é o resultado de diversas fontes de pesquisa na internet e conhecimentos próprios, porém durante a pesquisa e montagem não me lembrei de colocar as fontes de pesquisa e autores de determinadas partes da apostila, portanto, caso alguém veja conteúdo próprio neste material e não teve seu nome citado favor informar em meu e-mail citado acima qual o conteúdo de sua autoria pois estarei providenciando os méritos neste material.

Esta apostila é de uso didático sem fins lucrativos, fazendo parte do projeto de inclusão digital da 4P Soluções. A mesma pode ser distribuída gratuitamente desde que sejam mantidos sua integridade de conteúdo.

Montagem e adaptação: Eudson Fonseca
Colaboração: Josué Camelo dos Santos


PROGRAMAÇÃO EM PHP - SEGUNDA PARTE

Controle do fluxo em PHP: Condições IF

A programação exige em muitas ocasiões a repetição de ações sucessivas ou a escolha de uma determinada sequência e não de outra dependendo das condições especificas da execução.

Como exemplo, podíamos fazer alusão a um script que execute uma sequência diferente em função do dia da semana no que nos encontramos.

Este tipo de ações podem ser levadas a cabo graças a um conjunto de instruções presentes na maioria das linguagens. Nesta etapa de nossos estudos vamos descrever algumas delas propostas por PHP e que tem uma utilidade evidente.

Para evitar complicar o texto, vamos limitar-nos a introduzir as mais importantes deixando de lado outras que poderão ser facilmente assimiláveis a partir de exemplos práticos.

As Condições if

Quando queremos que o programa, chegado um certo ponto, tome um caminho concreto em determinados casos e outro diferente se as condições de execução diferem, partimos do conjunto de instruções if, else e elseif. A estrutura de base para este tipo de instruções é a seguinte:

if (condição)
{
  Instrução 1;
  Instrução 2;
  ...
}
else
{
  Instrução A;
  Instrução B;
  ...
} 


Chegados a este ponto, o programa verificará o cumprimento ou não da condição. Se a condição é certa as instruções 1 e 2 serão executadas. Do contrário (else), as instruções A y B serão levadas a cabo.

Esta estrutura de base pode complicar-se um pouco mais se tivermos em conta que nem tudo é necessariamente preto no branco e que existem muita possibilidades. É por isso que outras condições se podem questionar dentro de uma condição principal. Falamos pois de condições aninhadas que teriam uma estrutura do seguinte tipo:

if (condição1)
{
  Instrução 1;
  Instrução 2;
  ...
}
else
{
  if (condição2)
  {
   Instrução A;
   Instrução B;
   ...
  }
  else
  {
   Instrução X
   ...
  }
}


Deste modo, poderíamos introduzir o número de condições que quisermos dentro de uma condição principal.

É de grande ajuda a instrução elseif que nos permite numa só linha introduzir uma condição adicional. Este tipo de instrução simplifica ligeiramente a sintaxe que acabamos de ver.

if (condição1)
{
  Instrução 1;
  Instrução 2;
  ...
}
elseif (condição2)
{
  Instrução A;
  Instrução B;
  ...
}
else
{
  Instrução X
  ...
} 

Seja social. Compartilhe!